Um dos homens mais procurados de Alagoas entra em confronto com a polícia no município de Laranjeiras

Um dos homens mais procurados de Alagoas entra em confronto com a polícia no município de Laranjeiras
Um dos homens mais procurados de Alagoas entra em confronto com a polícia no município de Laranjeiras

 

O suspeito cumpriu pena em vários presídios federais e estava foragido há dois anos

A Polícia Civil de Sergipe, através do COPE, a Polícia Civil de Alagoas, através do DEIC, e a Polícia Rodoviária Federal desencadearam uma operação na tarde desta quarta-feira, 3, nas imediações da BR-235, no município de Laranjeiras, com o objetivo de capturar um dos homens mais procurados do Estado de Alagoas. Ricardo Jorge Barbosa da Silva, conhecido como “Matuto”, estava escondido em SE há cerca de um ano.

Ricardo é considerado um dos maiores criminosos em atuação no Estado de Alagoas com histórico de roubos a bancos, tráfico de drogas, roubo e adulteração de veículos, assassinatos de policiais, entre outros delitos.

Matuto passou 10 anos presos em presídios federais até que no ano de 2018 teve direito a progressão de regime, passando a cumprir pena em casa com tornozeleira eletrônica. No primeiro dia de liberdade vigiada, Matuto quebrou o equipamento e nunca mais tinha sido visto pelas forças de segurança. Informes do setor de inteligência da polícia davam conta que o suspeito estava morando em Laranjeiras em uma chácara às margens da BR-235.

Segundo o delegado Dernival Eloi, Diretor do COPE da PCSE, atualmente o foragido cometia delitos como adulteração de veículos e trafico de entorpecentes. No sítio onde o suspeito confrontou os policiais e foi alvejado, vindo a óbito, os policiais apreenderam cinco veículos, uma pistola cromada com várias munições e cerca de dois quilos de maconha.

Os veículos apreendidos são um Renault Logan, de cor preta, com restrição de roubo/furto; um Ónix; dois veículos VW Gol e uma motocicleta sendo que os três últimos são registrados em nomes falsos do foragido.

A operação policial contou, ainda, com o apoio do Canil da CORE da PCSE.

Histórico criminal

Os tipos penais que Matuto praticou ao longo da vida impressionou os investigadores. São eles: roubo a banco, roubo a carro forte, associação criminosa, porte ilegal de arma de fogo, receptação dolosa, moeda falsa, adulteração de sinal de veículo automotor e tráfico de drogas. Esse rol de crimes lhe rendeu penas de mais de 41 anos de prisão.

Frise-se a importância da integração das forças de segurança, a qual possibilitou a localização do criminoso e permitirá o aprofundamento das investigações.

Comentários

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência no nosso site. Acesse a nossa Política de Privacidade para saber mais ou gerenciar suas preferências pessoais na nossa Ferramenta Consentimento Cookie. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Aceitar Ler os termos...